Archive for the ‘Manual Unificado das Sociedades internas’ Tag

História da SAF

Presbit

Rev. Ashbel Green

A Igreja Presbiteriana chegou ao Brasil em 1859 com o jovem missionário americano Ashbel Green Simonton e, desde então, encontramos pequenos grupos de mulheres presbiterianas, surgindo cá e lá, para auxiliar no trabalho de cada congregação que ia sendo implantada. A Igreja crescia e se organizava. Ao mesmo tempo, também o trabalho feminino crescia e não demorou muito a organização em Sociedades Femininas, assim denominadas, ou funcionando sob outro título, mas sempre com o desejo de auxiliar cada igreja, cada congregação, consciente de seu papel como parte do Corpo de Cristo.

1ª SAF – A primeira Sociedade Feminina da qual se tem notícia e documentos comprobatórios é a do Recife, PE, criada em 11 de novembro de 1884, com o nome de “Associação Evangélica de Senhoras”, e tendo por finalidade realizar estudos bíblicos e arrecadar fundos para auxiliar os necessitados e a Igreja. Sua primeira  Presidente foi a Sra Carolina Smith.

2ª SAF – Surgiu logo a seguir, em Rio Claro, SP, no dia 08 de janeiro de 1885. Sua 1ª Presidente foi Eulália da Gama. Após estas, muitas outras foram sendo organizadas e, hoje, temos as SAFs em todos os rincões de nosso imenso Brasil.

1ª Federação (congregando as SAFs de um Presbitério)

Foi organizada em 24/ 05/ 1921, no Presbitério Sul de Minas, tendo sido, na época, denominada “Confederação de Senhoras”. Esta 1ª Federação era composta de 12 SAFs.

1ª Secretária Executiva do Trabalho Feminino

1932/ 1936 – Genevieve Marchant, eleita na reunião da Assembléia Geral da Igreja, realizada em Alto Jequitibá, MG. Para orientá-la foi nomeada uma  Comissão Permanente, que solicitou dos Presbitérios, onde ainda não havia Federação, a indicação de uma senhora da SAF local para manter correspondência com a Secretária Executiva e fazer o possível para as SAFs se organizarem em Federação, a fim de facilitar a difusão dos programas, das notícias do trabalho e das orientações gerais.

Manual do Trabalho Feminino

O Primeiro Manual começou a ser preparado em 1935 pela Comissão Permanente, mas só foi publicado pela Casa Editora Presbiteriana em 1937. Em todo o Brasil, o trabalho feminino foi uniformizado.  Hoje é adotado o Manual Unificado das Sociedades Internas, que dá esta unidade de funcionamento a todas as sociedades internas da IPB. 

Para saber mais sobre a SAF e a sua história entre no site: http://www.saf.org.br/

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.